Com o mundo cada vez mais digital, o contato humano ganha força e conecta indivíduos com mais força que qualquer rede social. Isso acontece por conta do vínculo emocional que só é possível quando estamos de frente a outro ser humano. É por isso que cada vez mais as empresas tem procurado desenvolver eventos corporativos como estratégia de marketing, seja na intenção de atrair novos clientes, seja para reter o público interno e mostrar a importância dessas pessoas para a corporação. O objetivo dessas ações? Mais fidelidade, reconhecimento e, por consequência, melhores resultados.

Porque fazer um evento na minha empresa?

Por mais que algumas empresas relutem com a ideia de fazer um evento corporativo por causa dos gastos envolvidos, é facilmente percebido os benefícios que essa ação gera sobre as empresas que optam por adotar essa estratégia. Dentre eles podemos citar o fortalecimento da marca frente ao seu publico interno e externo. Em tempos de crise, podemos falar sobre a perseverança da sua empresa e a postura positiva da sua equipe frente aos desafios, sem contar na imagem positiva frente ao mercado, que sempre observa as empresas que “estão por cima” e definitivamente fazer eventos é uma ação de uma empresa que está á frente. Mas o maior benefício de se produzir um evento corporativo certamente é poder falar com mais gente de uma maneira íntima, pessoal, expandindo, assim, o seu poder de influência.

Veja estes dois exemplos: em um evento interno, feito para os colaboradores de uma empresa, a ação possibilita estimular o companheirismo e a cooperatividade entre os funcionários, despertar o senso de colaboração e fortalecer a cultura da 

empresa, além de motivar as pessoas a continuarem um bom trabalho ou a exigir, de maneira sutil, que os caminhos sejam alterados, sempre em busca das metas almejadas pelas empresas. O resultado disse será um maior engajamento por parte da equipe e, se for bem executado, o evento certamente trará resultados positivos já nos primeiros dias após acontecer.

Já num evento feito para o público externo, um bom evento é capaz de ajudar a estabelecer novos parceiros de negócios, gerar oportunidades de vendas e atrair novos clientes, aumentando a base de clientes e fazendo com que a marca saia mais fortalecida. Se você ainda aliar isso a uma boa assessoria de imprensa. A visibilidade dada ao seu evento pode atingir níveis incríveis, fazendo com que sua marca além de ser admirada, ganhe valor no mercado, facilitando ainda mais a venda de novos produtos ou serviços.

Quais os tipos mais comuns de eventos?

São inúmeras as possibilidades de eventos a serem executados pelas empresas. Desde simples ações de coffees, que trazem a sofisticação e delicadeza da preocupação com o bem estar dos clientes ou funcionários, até grandes feiras organizadas para apresentação de novidades ou fortalecimento da marca frente a um público específico. Veja abaixo 05 dessas possibilidades e sugestões de uso para cada uma delas:

Coffees e Reuniões

Como dissemos, os coffees servem para integrar um time, possibilitar a troca de ideias, compartilhar resultados e tornar o clima da empresa mais amigável. Pode também ser utilizado como abertura de uma reunião mais tensa, onde um “quebra gelo” inicial só fará bem. É uma maneira agradável e de baixo custo de mostrar que, mesmo em períodos de crise, a empresa valoriza estar com as pessoas mais importantes (os participantes daquele momento). Isso pode ajudá-los a se sentir parte da equipe e contribuir sendo mais produtivos. Obviamente estamos falando de coffees internos, mas este tipo de evento também se aplica ao público externo. Ele pode servir como ponto de partida para novaas parcerias e inclusive para o fechamento de contratos importantes, ressaltando a boa fase vivida pela empresa e demonstrando a importância do cliente para você. O que poderia ser um momento muito formal, ganha um ar mais íntimo e menos tenso, aberto ao diálogo e deixando as relações mais próximas.

Workshops e Convenções

Diferentemente de uma palestra, onde as pessoas apenas assistem a apresentação, os workshops são eventos voltados para a prática. O maior objetivo com este formato é ensinar algo relevante para os participantes em pouco tempo. Por exemplo numa apresentação de resultados de vendas, os vendedores podem ser convidados a realizar, em grupos, atividades que demandem um certo nível de conhecimento dos valores da empresa, consolidando estes valores na mente de cada pessoa.

Para o público externo um workshop é muito bem visto e acaba sendo uma excelente oportunidade de consolidar novos negócios com clientes já existentes, fortalecendo ainda mais o poder da sua marca e da sua influência. Imagine uma empresa de tecnologia que organiza um workshop para apresentar as novidades e, dentre elas, uma nova solução para uma demanda específica. Neste evento os participantes terão a oportunidade de testar a nova ferramenta, despertar a necessidade de obter e ainda fornecer um feedback em tempo real sobre o que foi apresentado.

Feiras

Para o público externo, as feiras aparecem como as principais opções quando falamos de marketing off-line. Eventos assim atraem muitas pessoas interessadas naquele assunto, então a visibilidade da sua marca fica exposta diretamente a um público muito dentro da sua expectativa. Além disso, feiras costumas atrair a atenção da mídia, gerando publicidade expontânea, o que é ótimo para sua marca. Nas feiras é possível conhecer e trocar ideias com muita gente. No mesmo ambiente é possivel agendar futuras reuniões, elaborar orçamentos e até mesmo efetuar vendas, além de conhecer, no mesmo local, ações executadas pelos concorrentes.

Mas engana-se quem pensa que as feiras são eventos dedicados ao público externo. Cada vez mais as empresas tem percebido que vale a pena criar demandas para o público interno e, especialmente os departamentos voltados aos recursos humanos tem utilizado este formato para anunciar as novidades e benefícios que a empresa possui, fortalecendo a marca na visão do colaborador e criando ainda mais senso de pertencimento por parte do trabalhador. O resultado disso é óbvio: engajamento e mais produtividade, gerando mais e melhores resultados.

Ambientações

Ambientações não servem apenas para deixar um ambiente mais bonito. Ela serve como elemento estratégico que deve ser articulado para proporcionar um ambiente mais produtivo, criativo e principalpente para reafirmar a identidade da marca. A ideia é causar um impacto positivo na equipe, fornecedores e clientes para que a marca saia mais forte. Também é bastante utilizada a ambientação em campanhas com período definido de duração, para fortalecer as metas daquela campanha específica.

Inaugurações e Ativações

Uma nova área será aberta na empresa, um novo cliente foi conquistado ou uma nova estratégia foi adotada em forma de campanha. Qual a melhor maneira de promover a ideia e fazer com que ela ganhe visibilidade dentro da empresa? Através de um evento de inauguração ou ativação.

Muito comum em empresas de telemarketing por exemplo, sempre que uma nova campanha é lançada, esses eventos fazem com que os colaboradores se sintam parte do negócio, aumentando o nível de engajamento e de comprometimento com os resultados que podem, inclusive, ser apresentados no dia do evento. Esse evento pode ser transmitido para outros locais por streaming, fazendo com que outras bases se sintam também como partes fundamentais do resultado esperado.

Um evento de inauguração também é bastante utilizado para apresentar um negócio para a comunidade local, indicando que a partir daquele momento uma nova opção está sendo apresentada ao local. Isso faz com que a curiosidade pelo local seja o principal atrativo para uma primeira visita do seu cliente.

O futuro dos eventos corporativos

Em 2020 observamos um caso atípico na história dos eventos corporativos: a pandemia causada pelo Corona Vírus fez com que praticamente toda a indústria envolvida em eventos ficasse parada. Mas a demanda continuou, o que fazer num momento crítico desse? A resposta foi mesclar a necessidade de se fazer um evento com a realidade do momento, criando eventos digitais híbridos, com a possibilidade da interação das pessoas. Os benefícios foram logo percebidos, desde a possibilidade ilimitada de participantes (antes era limitado devido ao espaço físico), até mesmo ao custo de preparação do evento, consideravelmente mais baixo. O ponto fraco fica pela falta da interação pessoal entre as pessoas, a troca de conhecimento e o network possível, além de ainda não ser cultural a falta do calor humano existentes nos eventos presenciais.

Para ajudar a minimizar esse impacto, criamos recentemente para um cliente uma ideia diferente: um coffee online onde os participantes (cerca de 30 pessoas) receberam, um dia antes em suas casas uma cesta de café da manhã com um cartão personalizado. O conteúdo deveria ser aberto apenas na manhã do dia seguinte, com todos “presentes” na reunião. O resultado foi emocionante. As pessoas se sentiram especiais, muito mais do que nos coffees oferecidos presencialmente até então, pois aliamos um presente de reconhecimento ao evento que aconteceria (reunião de apresentação de resultados). Os valores ficaram abaixo do que normalmente se gasta num coffee e o resultado foi mais impactante. É a nova realidade fazendo com que tenhamos que pensar diferente.

Solicite um Orçamento

[contact-form-7 404 "Não encontrado"]